terça-feira, 14 de julho de 2009

E se Me Declarasse?

A propósito de "Escovinhas" VERSUS "Apostolos da desgraca"e de Apóstolos da Desgraça, Lambe Botas e Puxa Sacos: Quem os Cria? , e do período eleitoral já iniciado, ocorreu-me fazer este post, qual menino apaixonado por "aquela" menina que ninguém conhece e/ou imagina. Aquela menina que muitos outros querem e alguns repudiam...

E se dissesse que nas eleições que se avizinham apoiarei, de corpo e alma, a FRELIMO estaria:

  1. a "engraxar", para um cargo ministeriável?
  2. a "lamber botas" para ganhar simpatias?
  3. a "puxar saco" do Edson Macuacua, para ele me "txunar" para "algo importante"? Ou
  4. simplesmente, a tomar uma opção consciente, dentro do direito que me assiste de o fazer?
Sendo a 4 a resposta certa,

  • quando, e em que circunstâncias poderia eu estar a "engraxar," a "lamber botas," e/ ou a "puxar saco"?
  • essas "qualidades" são apenas reveladas nos nossos posicionamentos no debate público ou nas opções que tomamos?
Sendo qualquer das outras respostas a favorita,

  • a mamana de Chibuto, Erati, Machipanda, Buzi que se declare como eu, também estaria a "engraxar," a "lamber botas," e/ ou a "puxar saco"?
  • qual seria a "ambição" dessa mamana? Um cargo político para si? para o seu filho?
É possível ver as opções pro ou contra a FRELIMO fora do quadro do "apostolar da desgraça", "engraxar," "lamber botas," e/ ou "puxar saco"?

14 comentários:

Jonathan McCharty disse...

Brada Mutisse!

Fazes aqui umas grandes e dificeis perguntas!
Respondendo "straight foward", eu diria que, na nossa actuacao quotidiana, somente NOS PROPRIOS e' que temos a certeza se estamos a ser PUXA-SACOS, LAMBEBOTAS, etc. Todo o puxa-saco, na parte mais superficial da sua consciencia, sabe que e' um puxa-saco. Ele sabe-lo porque ele defende ou apoia algo em que nao acedita, mas que tem que fazer, para ter outros ganhos, defender um status, etc. Isso independente se e' o Alto-oficial nos corredores da capital ou a mamana num mercado la' de Erati.

E, uma coisa que todo o PUXA-SACO ou LAMBEBOTAS deve saber (e vou deixar "cair" aqui gratuitamente) e' que ele e' aquilo que os livros definem como uma "PESSOA SEM AUTO-ESTIMA"!! And I'm seriously not kidding!

Vou deixar aqui alguns excertos da minha serie sobre AUTO-ESTIMA:
"...Ou podemos notar que, quando nós pusermos o melhor da nossa “consciência” em prática, ou enfrentar uma verdade desconfortável com coragem, ou tomar responsabilidade pelas nossas acções, ou não ficarmos calados quando sabemos que a situação a isso obriga, ou recusarmos a trair as nossas convicções, ou perseverarmos mesmo quando perseverar nao é fácil – a nossa “Auto-estima” cresce e se fortifica!! Nós podemos notar que, se e quando, fizermos o contrário, a nossa “Auto-estima” se erode! Mas, é preciso realçar que, todas essas observações implicam que tenhamos escolhido “viver e sermos conscientes”!

Um abraco!!

Jonathan McCharty disse...

....Mas, é preciso realçar que, todas essas observações implicam que tenhamos escolhido “viver e sermos conscientes”!.....

A acusacao de que um individuo esta' a ser PUXA-SACO, LAMBEBOTAS,etc, normalmente surge de alguem cujas "capacidades cognitivas", "senso de percepcao da realidade", "atitude de viver consciente" lhe aponta para "factos e realidades" que o "suposto" puxa-saco diz nao existirem ou nao ver!

Minha opiniao e' que, neste processo de mutua acusacao que vemos na nossa sociedade, nao passa de um exercicio de "self-assurance" ou seja, se eu estou a dizer que aquele animal e' LOBO e tu vens todo solicito a dizer que e' LEBRE, entao temos um impasse! Alguem nao esta' a ver correctamente e neste processo de acusacao "mutua", nos o que queremos mesmo e' quem e' que nao esta' a ver bem.
Ou seja, o PUXA-SACO ou LAMBE-BOTAS seria aquele individuo que esta' a ver um LOBO (e ele tem certeza disso), mas corre a dizer que e' LEBRE, por "whatever the motives he might have". Por isso digo que o PUXA-SACO sempre e' a unica pessoa que tem certeza absoluta da sua condicao (deploravel, diga-se)!
Mas pq NAO PODEMOS TROCAR OS OLHOS POR UNS INSTANTES, ele pode se dar ao luxo de cantar que nao e' puxa-saco...Mas mesmo nestes casos, ele sempre saberas "que foi detectado"!! Continuar com a sua "actividade" so' dependera' de si proprio".

Just some food for thought!!
Have a nice day, bro!

Nero Kalashnikov disse...

Vamos lá ser sérios compatriotas! Quando o Presidente Guebuza diz que vai votar na FRELIMO está a puxar saco de quem? Quando Luísa Diogo diz que vai votar na FRELIMO está a puxar saco de quem? E Filipe Paúnde? E Itai Meque? Estamos a querer negar o óbvio? Em Moçambique há pessoas que votam na FRELIMO porque são simpatizantes da FRELIMO e não da RENAMO, do MDM, PDD, PIMO, etc. Votar no meu partido é lamber botas? Convenhamos…

Jonathan McCharty disse...

Brada Nero,

O "conceito" que lancei, tomando em conta o artigo do Mutisse e os seus "attachments", e' para ser aplicado numa "base alargada". Puxa-sacos ha' em todo o sitio: na escola, no trabalho e ate' nos partidos politicos.....
Outrossim, penso que nao faz sentido questionar as motivacoes do voto dos elementos da "franja do topo" de um partido, porque essas, eu penso serem "obvias". Eles sao os principais beneficiarios da posicao (poder) que ocupam e tudo farao para que isso assim continue.

Agora, aqui na "franja de baixo", e no que concerne ao "debate de ideias" e "defesa de posicoes", eu recomendaria uma releitura dos meus anteriores comentarios!

Abraco

Julio Mutisse disse...

Eu coloquei esta questão do ponto de vista de apoiar a FRELIMO que é onde mais se coloca (a meu ver) a questão do puxa saquismo que, me parece também, completamente irrelevante noutros partidos, até para entender o ponto de vista dos rotuladores.

Se da mesma forma que o Jonathan, o Reflectindo e muitos outros eu anunciasse que "este blog suporta Guebuza" o que faria de mim diferente destes senhores a ponto de ser visto como puxa saco? Será o puxa saquismo "qualidade" exclusiva de gente que toma determinadas opções? porque é que nunca se levantou ou se levantaria esta questão "puxa sacal" naqueles que, abertamente, dizem apoiar determinados grupos políticos e se colocaria se eu afirmasse, do mesmo jeito, o meu apoio à FRELIMO?

Nero & Jonathan, quando eu perceber estas questões, acho que vou perceber o sentido que colocamos em muitos debates. Acho que vou perceber o sentido que damos ao conceito "independência" e a psicose contra determinadas coisas, incluindo a livre expressão de ideias sejam elas pro ou contra a Frelimo e o Governo.

Lázaro M.J.D.M Bamo disse...

Meus caros

Votar ou nao na Frelimo esta fora da questao sobre, lambe botas, engraxadores, seja la o que forem. O debate sobre estes tem outro angulo, estes sao os incopetentes dirigentes que passam a vida a venerar Guebas,aqueles que sugeriram o nome de Guebas para a ponte la no zamebeze, os que passam a vida a ser caixas de ressonancia do que Guebas diz, os que olham de forma acritica a vida do pais. Sao esses candongueiros, abutres, lobos vestidos a carneiro, que nao sao fieis nem a guebuza muito menos a FRelimo, sao autenticos maquiavelicos que so buscam uma boa colocacao politico-partidaria. Nao ha nenhum problema em votar na Frelimo, votem em vos convier, mas meus senhores aqueles que mostram trabalho ja na hora da ponta, na hora do fecho ou se quiserem no dead line, sao -SACO, LAMBEBOTAS,etc.

Eu acho que ha individuos competentes, e Nero, eu nao questiono a posicao de LuisaDiogo no seu exemplo, 'e obvio, a maka 'e outra, a maka tem haver com presentes e benesses que os -SACO, LAMBEBOTAS,etc dao ao secretarios sei la, aqueles que tem poder de sugerir ao Boss, que pode ser boss, ai esta a maka.

Julio Mutisse disse...

Volto a colocar a questão de outra forma:

Porque é que a afirmação pública (através deste blog, por exemplo, com apoio declarado ) do meu frelimismo poderia ser, facilmente, rotulada como tentativa de aparecer em época de grandes decisões? Porque ocorre isso com mais frequência tratando-se da FRELI e não de qualquer outro? Será por esta estar no poder? Os outros não o almejam?

Tsere disse...

Mutisse meu camba!
Tenho para mim que votar na Frelimo tem na da a ver com o lambebotismo pois esse existe na renamo no PDD e até na recentemente criado MDM. Eu sei que vc amigo votaria na Frelimo, no Pademo, na renamo, depois duma aturada reflexão.

Julio Mutisse disse...

No debate de ideias em Moçambique e, principalmente aqui na blogosfera, defender ou, aparentemente, estar a defender posicionamentos coincidentes ou aparentemente coincidentes com os do Governo do dia e ou da FRELIMO é sempre conotado com puxa saquismo e similares.

É evidente que votar na FRELIMO é um direito (e até um must para os membros e simpatizantes) quem o faz está a exercer um direito de cidadania.

Acho que não é segredo para ninguém e já nos cruzamos com isso, se um individuo é identificado como próximo do partidão, os seus pontos de vista por mais válidos que sejam serão postos de lado simplesmente pela sua simpatia afirmada ao partidão. Elevando isso ao extremo de assumir que votaria, qual será o tratamento desse indivíduo no debate público de ideias? Continuarão os seus argumentos válidos no debate de ideias em seja lá qual for o círculo onde ocorram?

Porque razão recorremos a rótulos? Eis a questão.

Mutisse.

PS: este post não é para medir o que aconteceria comigo. Acho que o meu alinhamento político é conhecido e reconhecido, é para nos fazer reflectir sobre as coisas que temos feito de nós na praça pública virtual... hehehe

Nero Kalashnikov disse...

Já agora, aqueles que, de forma barata e desmiolada, por tudo e por nada, criticam tudo e não elogiam nada que o Governo do dia faz são oquê? Apóstolos da desgraça? Invejosos? Boateiros? Intriguistas? Improdutivos? Inimigos do povo?

Julio Mutisse disse...

Enfim Nero, temos que dismistificar isto. A validade das nossas ideias não depende da maior ou menor aproximação a um determinado partido.

Ser independente, ou pretender ser não tem como medida discordar permanentemente do Governo e/ou da FRELIMO e enaltecer a oposição que ainda nada fez em termos governativos.

Há montanhas de erros cometidos não só pelo Governo como pela própria Frelimo. Mas quem não os comete? De certeza só não comete erros governativos ou políticos quem não governa ou quem não define estratégias políticas. Quem trabalha erra muitas vezes.

Mas, para além desses erros, há aspectos positivos, coisas feitas. Muitas vezes para ofuscar estas boas coisas corremos para a comunidade internacional e dizemos que tal e tal não são obras do Governo mas de ONG's ou de parceiros internacionais como se a Suiça, o Japão e a União Europeia tivessem desembarcado em Caia e se pusessem a construir a ponte sobre o Zambeze e os chineses a reabilitar o troço Xai-Xai Chissibuca.

Para sustentar estas posições, muitas vezes, não nos coibimos de despir e mostrar a nossa vergonha em público, dinamitar o próprio Estado. Sim, o próprio Estado porque o cerco que se faz a propósito do coro corruptivo que fazemos, não é ao Governo, é ao Estado em si. Se um dia muitos dos que ao invés de um discurso de auto-estima se auto-banalizam na praça pública, fazem coro a muito do que piora o algemamento do Estado chegarem ao poder, a sua capacidade de decisão pode ser nula; e ai passaremos anos a queixarem-se de governos anteriores esquecendo-se que ajudaram a estrangular o próprio Estado fazendo um joguinho de que percebiam pouco.

Vamos criticar os erros. Não precisamos de ninguém que nos diga o que criticar; vejamos e façamos leituras; leituras para além do que nos dizem ser verdade.

Custódio Duma disse...

Meus manos,

Eu acho que as conviccoes politicas de cada um nao devem ser interpretadas com preconceito.

Respondi a um amigo ontem que: há muitas razoes para que alguem seja adira ao partido: a) por conviccao politica; b) por dinheiro; c) por ignorancie e c) por outras razoes.

Acho que nem todos que vao votar sao puxa sacos, mas alguns vestem a cor do partido só para o ingles ver. Temo que a gente pegue este debate de forma leve.

Quanto aos apostolos da desgraca, nem todos os que criticam o sao. Alguns criticam com factos e outros com preconceitos. O que critica com factos, estuda dados e situacoes e emite opiniao logica e racional. É aqui que aparece o Puxa saco, ou o simplesmente APOSTOLO DA GRACA, a, sem dados nenhuns, sem logica e sem racionalidade, querer desmentir e a rotular o tecnico de APOSTOLO DA DESGRACA.

Nao pretendo definir o puxa saco ou o APOSTOLO DA GRACA e contraposicao como o APOSTOLO DA DESGRACA, mas precisamos ultrapassar a coisa politica para o geral.

Eu tenho alguns amigos que sempre me puxam o saco, para eu dar boleia e pagar cerveja. Nao gosto deles, mas quando me graxam meu sapato fica limpo...

Jonathan McCharty disse...

Eu penso que cada um votar ou pertencer a um determinado partido, e' materia que reside apenas em si proprio, e que ninguem deve satisfacoes a quem quer seja, pelas decisoes que vier a tomar a este respeito. Nao vejo porque este assunto teria que ser "debatido"!!

Agora e, independentemente da formacao partidaria a que alguem se filiar, essa pessoa tem que aqui a esfera publica para debater questoes com "racionalidade", "factos", "realidade" e "verdade"!

O que noto e acho deploravel e' que, pelo simples facto de simpatizarmos ou pertencermos a um determinado partido, nos damos ao direito de partir completamente para a "ignorancia", "irracionalidade", "inverdades", no esforco de defendermos o nosso partido.

Eu acho que e' este cenario lamentavel que produz PUXA-SACOS e APOSTOLOS DA DESGRACA.

E o brada Duma afirma correctamente quando diz que em muitos destes casos, alguem (eventualmente APOSTOLO DA DESGRACA) aparece com dados concretos e verdadeiros, criticando determinada situacao, muitas vezes com propostas de solucao, mas invariavelmente, havera' um PUXA-SACO sem quaisquer bases, caido de para-quedas, fugindo da realidade, para defender o seu partido. Ha' vezes em que estes individuos nem sequer percebem que fariam melhor figura ficando calados.

E, brada Mutisse, esse negocio de que "no futuro os outros talvez facam pior", nao lembra o diabo! Ninguem esta' intitulado em se eternizar no poder. Se os problemas do pais nao podem ser resolvidos "no presente", se por causa de sermos do "partido", tudo passa a ser aceitavel, se nao respeito pela "boa governacao" (como os Cabo-verdianos elegeram sua prioridade), coisas estas que temos estado a discutir incessantemente, nao se pode de forma alguma, aparecer a dizer que os outros nao podem fazer melhor!!

Algo que "mataria completamente o argumento dos criticos", seria vermos essas anomalias se corrigidas, nao amanha ou no proximo ano, mas HOJE!! E, como e' que isso ira' ocorrer se temos permanente e insistentemente uma legiao que conhece estas "realidades" mas aparece solicita a dizer o contrario! Que influencia os senhores com contas em dia e pagas, exercem nos vossos partidos??

Eu ate' ficaria feliz se alguem aparecesse aqui a refutar todas as realidades que sabemos existir no nosso pais, mas la' nos bastidores, nao se limitasse apenas a levantar o braco com "vivas para aqui" e "vivas para acola"!!

No dia que eu pertencer a algum partido, podem ter a certeza que nao me farei REFEM desse partido!!

Em primeiro, segundo e terceiro lugar, eu sou CIDADAO deste pais, que quero ver desenvolver-se a todos os niveis!!

Abraco a todos, sejam puxa-sacos, apostolos da desgraca ou whatever!

Julio Mutisse disse...

Gostei desta: "eu sou CIDADAO deste pais, que quero ver desenvolver-se a todos os niveis!!". Este blog bate-se por isso mesmo, cidadania que implica muitas coisas que já repeti vezes sem conta.

Gostei também da sua ideia de, independentemente das afinidades partidárias, discutirmos os assuntos com ""racionalidade", "factos", "realidade" e "verdade"!" Esse é o IDEAL que este post e toda a discussão a sua volta visa. É isso que se pretende.

Os desvios desse IDEAL estão, por demais, referidos nos comentários acima.

Se conseguirmos perseguir esse ideal, estaremos a ser, por via do debate, também CIDADÃOS MILITANTES E CONSCIENTES.

Força.